Amor e Bico de Bulsen


O átomo é um imenso espaço vazio. Do laboratório pra fora, as casas se decompõem com calma e vento, sem que consigamos perceber. Do laboratório pra fora, todas as teorias, e a segurança que nelas depositamos, aguardam para abraçar outras, novas, como sempre fizeram. A verdade é um querer solitário, e tudo o que temos como certo, resoluto, estável, queima e muda de nome, de acordo com quem arma o Bico de Bulsen. A cidade que adormece hoje, amanhã, não será outra coisa senão um imenso talvez. Sei que dói cada uma dessas interrogações de sol. Acredito no amor porque não há mais nada em que acreditar, porque, se não fosse isso, sobraria do mundo apenas matéria. Amo por não desejar ser mais uma partícula sílica, invisível, a se desprender das paredes das casas que avisto. Amo porque temo a solidão. Amo porque, sobretudo, odeio toda essa química.

Seja o primeiro a comentar ;)

Postar um comentário

  ©OdiosaEscrita - Todos os direitos reservados.

Template by Dicas Blogger | Topo